22/07/2022

"</p

A rede subterrânea está pressurizada com nitrogênio, enquanto aguarda a chegada do gás natural para iniciar a operação. Conheça as ações de segurança para evitar incidentes.

A Sulgás concluiu este ano o primeiro ramal de distribuição de gás natural em Lajeado. Em breve, a cidade irá usufruir dos benefícios dessa fonte de energia que, além de aumentar a eficiência de processos produtivos e atrair novos investimentos, ainda contribui com a mobilidade urbana e a qualidade do ar. Embora o gás natural ainda não esteja passando pelo gasoduto, a rede está com pressão de nitrogênio, que é usado tanto para a fase de testes dos ramais canalizados como para casos específicos como este, em que se aguarda a chegada do gás para iniciar a distribuição.

Visando à segurança dos ativos e da sociedade, a presença da rede subterrânea está sinalizada com placas e tachões em toda a sua extensão, e uma equipe técnica da Sulgás está executando monitoramentos periódicos, para verificar a integridade da rede. Também serão realizadas ações junto aos órgãos públicos e empresas que possam vir a executar obras nas áreas próximas ao gasoduto instalado. “É importante que a Sulgás seja comunicada, com antecedência, sempre que houver a necessidade de se realizar uma intervenção nas ruas em que há dutos enterrados, para que possamos destacar técnicos para acompanhar os serviços e tirar dúvidas sobre a localização dos nossos ramais. Contamos com a parceria desses agentes e de toda a comunidade para uma convivência segura com a nossa rede”, afirma o diretor-presidente da Sulgás, Carlos Camargo de Colón.

A comunicação de incidentes, acidentes ou a programação dos serviços pode ser feita através do SAC 0800 54 197 00.

O investimento da Sulgás em Lajeado – O primeiro ramal de distribuição de gás natural canalizado em Lajeado é um investimento inédito, pois é a primeira rede local do RS não integrada à malha dutoviária principal e que será abastecida via modal de transporte de Gás Natural Comprimido (GNC).

O projeto, iniciado em dezembro do ano passado e concluído em março deste ano, recebeu um investimento de R$ 2,5 milhões para construção de 6 km de dutos. A rede passa nas ruas Cecília Catarina Sulzbach, Guanabara, Coelho Neto e Palmeirinhas (próximas a um shopping) e ao sul da BR386, nas ruas Irmando Weissheimer e João Sebastiany.

Atualmente, a Sulgás está em negociações com clientes e com o fornecedor responsável pelo transporte de Gás Natural Comprimido (GNC) que irá abastecer essa rede local. As áreas de vendas estão prospectando, especialmente, empresas do segmento industrial, comercial, postos de combustíveis e interessados em climatização a gás natural.

Embora o projeto seja uma novidade em Lajeado, o gás natural não é. Desde 2004, a Sulgás fornece GNV para o Posto do Arco, da Charrua, atualmente atendido por GNC e que futuramente será ligado à rede canalizada. Outro posto já está contratado e, em breve, também passará a oferecer o GNV na cidade.